MENU

NEWS

IV DOMINGO DE PÁSCOA - 21 de Abril 2024 - ANO B

"O Bom Pastor dá a vida pelas suas ovelhas"

“O Bom Pastor dá a vida pelas suas ovelhas”

 

+  Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São João  (Jo 10,11-18)

Naquele tempo, disse Jesus.
«Eu sou o Bom Pastor.
O bom pastor dá a vida pelas suas ovelhas.
O mercenário, como não é pastor, nem são suas as ovelhas,
logo que vê vir o lobo, deixa as ovelhas e foge,
enquanto o lobo as arrebata e dispersa.
O mercenário não se preocupa com as ovelhas.
Eu sou o Bom Pastor:
conheço as minhas ovelhas
e as minhas ovelhas conhecem-Me,
do mesmo modo que o Pai Me conhece e Eu conheço o Pai;
Eu dou a minha vida pelas minhas ovelhas.
Tenho ainda outras ovelhas que não são deste redil
e preciso de as reunir;
elas ouvirão a minha voz
e haverá um só rebanho e um só Pastor.
Por isso o Pai Me ama:
porque dou a minha vida, para poder retomá-la.
Ninguém Ma tira, sou Eu que a dou espontaneamente.
Tenho o poder de a dar e de a retomar:
foi este o mandamento que recebi de meu Pai».

Palavra da Salvação

 

Reflexão

A liturgia do IV Domingo do Tempo Pascal propõe-nos o trecho, tirado do Evangelho de João, em que Jesus se proclama "Bom Pastor", que não foge perante o perigo, mas tudo faz para proteger as suas ovelhas, até ao ponto de dar a sua própria vida por elas. A Ele contrapõe-se a figura do mercenário, que cuida das ovelhas apenas para seu proveito pessoal e, perante o perigo, foge para se salvar, abandonando o rebanho. O Bom Pastor, pelo contrário, conhece as suas ovelhas uma a uma, cuida delas e está disposto a arriscar perder todo o rebanho, em vez de deixar que uma só se perca.

Jesus, o Bom Pastor, conhece, defende e, sobretudo, ama todas as suas ovelhas e, por isso, dá a vida por elas.

Reflitamos então sobre esta maravilhosa declaração de Amor: Jesus conhece cada um de nós e ama cada um de nós pessoalmente; conhece-nos melhor do que ninguém e só Ele sabe exatamente o que vai no nosso coração, quais são os nossos sentimentos e intenções mais íntimos. Para Ele, somos pessoas únicas, cada uma com a sua história, os seus pontos fortes e fracos, e Ele está sempre pronto a cuidar de nós e a curar as nossas falhas e erros com a Sua Misericórdia.

É precisamente esta relação pessoal com Jesus - alimentada pelos Sacramentos - que nos salva e nos faz passar do "eu" para o "tu", do nosso "ego" (que muitas vezes usamos também na nossa relação com o Senhor), para a abertura ao outro, para o verdadeiro Amor.

Todo o caminho de fé consiste em negar-se a si mesmo, com a boa vontade e a graça de Deus, passando do "eu" ao "tu", ao verdadeiro Amor de Deus, que se fez nosso irmão, sem deixar de ser nosso Senhor.

O Evangelho continua com outro ensinamento fundamental: "E tenho outras ovelhas que não são deste redil: também a essas tenho de conduzir. Elas ouvirão a minha voz e tornar-se-ão um só rebanho, um só pastor". Jesus dirige-se aos judeus e sublinha-lhes que as suas ovelhas não vêm apenas do "recinto dos judeus", mas virão também do "recinto dos pagãos".

A Palavra de Verdade de Jesus é para todos: nenhuma pessoa ou grupo de pessoas pode ter a ilusão de ser "o primeiro" da turma, de ser melhor do que os outros.

O Senhor quer chegar a todos os corações, mesmo àqueles que ainda não experimentaram a graça da conversão, de uma verdadeira vida de fé: as suas palavras são um dos melhores antídotos contra a tentação de se fechar em si mesmo, de permanecer prisioneiro dos próprios horizontes estreitos e limitados.

O evangelista João explica-nos que Jesus não só oferece a sua vida pelas ovelhas, mas "retoma-a". Fala-nos da sua morte e ressurreição: oferece a sua vida por nós, de forma concreta, oferece-a voluntariamente e livremente; ninguém lhe tira a vida, mas é ele que decide livremente depô-la.

Jesus tem o poder de oferecer a sua vida e de a retomar; cumpre a vontade do Pai mas, ao mesmo tempo, manifesta o seu livre arbítrio de Filho para com o Pai. E o túmulo de Jesus não está vazio: é um espaço desabitado, mas cheio do seu gesto de amor pelo rebanho, e é sinal de um amor ainda maior, o de um Pai que é fiel e não abandona o seu Filho nem nenhum dos seus filhos.

 

Em destaque

CAMPISMO MENINAS 2024 ( 7-12 anos)
30 Junho - 4 Julho 2024

CAMPISMO RAPAZES 2024 (14-17 anos)
27 Julho - 3 Agosto 2024

Retiro Raparigas Abril 2024
Padre Manuel Formigão

CALENDÁRIO EVENTOS

Próximos eventos

CAMPISMO RAPAZES (10-13 anos)
Campo de Férias ICMS

CAMPISMO RAPARIGAS ( 13-17 anos)
Campo de Férias ICMS

CAMPISMO MENINAS (7-12 anos)
Campo de Férias ICMS

FAÇA SUA DOAÇÃO AGORA

Com uma pequena doação poderá ajudar-nos a construir a nova Igreja da FCIM dedicada a Nossa Senhora e a São José em Fátima

Dona alla fondazione

A revista “Maria di Fatima”
A revista oficial da Família do Coração Imaculado de Maria

JÁ SUA ASSINATURA |

NEWSLETTER

A newsletter é um instrumento para permanecer sempre em contato conosco e para ficar sempre atualizados sobre as principais atividades da Família do Coração Imaculado de Maria. Fazendo sua inscrição você receberá gratuitamente notícias, links e artigos.

5x1000 Fondazione Antognozzi
LA FONDAZIONE ANTOGNOZZI
sostiene il progetto della nuova
Opera FCIM a Fatima
Costruiamola insieme!!!
www.fondazioneantognozzi.it
Grazie!
Nuova Opera FCIM a Fatima

DOSES DE ESPIRITUALIDADE

Coltiva l'intimità con lo Spirito Santo — il Grande Sconosciuto — perché è Lui che ti deve santificare. (San Josemaría Escrivá)